terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Resiliência e Inteligência Emocional

Luciana Seluque, Resiliência e Inteligência Emocional, luseluque, soft skills

Olá!
Gosto muito de um pensamento do C.S. Lewis que diz: dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários!

Toda vez que lembro dessa ideia de Lewis eu reflito sobre a tão falada resiliência! Mas o que é que é isso mesmo?

O escritor Oliver Goldsmith comenta que a nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmos sempre depois de cada queda.

Com maturidade emocional e espiritual a advogada e escritora Elizabeth Edwards, que faleceu devido a um câncer de mama, comenta que resiliência é aceitar a sua nova realidade mesmo que seja pior do que a que você tinha antes.

Podemos dizer que resiliência nada mais é do que a habilidade de resistir às avalanches da vida reagindo de forma positiva perante cada derrocada.

De forma simples, Luciana Seluque afirma que resiliência é a capacidade de nos reinventarmos em tempos de crise! É a capacidade de recomeçarmos, mesmo quando os dias são maus!

Desafiador e dicotômico, afinal fomos criados para sermos felizes, não é mesmo? Surge, então, a pergunta de um milhão: como aceitar, encontrar ânimo e satisfação em situações adversas? Como superar decepções, frustrações e expectativas não correspondidas?

Dificílimo, mas não impossível e nesses momentos precisamos, literalmente, lutar para encontrar o equilíbrio emocional.

Baseado nos aspectos da Inteligência Emocional entendemos que resiliência é uma habilidade, portanto, é uma capacidade que podemos desenvolver e treinar. Que emoção é uma reação do corpo ligada a um pensamento e que através do autoconhecimento conseguimos entender nossos sentimentos e, consequentemente, gerir melhor nossas emoções!

Cada emoção depende do impulso que a cria! Nossas “dores” muitas vezes estão relacionadas com as interpretações que fazemos dos fatos, então se mudarmos as interpretações, conseguimos mudar os sentimentos e, consequentemente, administramos melhor nossas insatisfações.

Ainda nessa linha, analisar de forma racional e honesta as causas e atuais condições sem se lamentar, entender quem deve ser responsabilizado e não se culpar desnecessariamente, aceitar a nova realidade focando nos aspectos positivos, concentrar-se no momento presente, estabelecer novos objetivos, metas, manter-se ativo, esforçar-se para ser autêntico, flexível, persistente, otimista, identificar pontos de aprendizado, aumentar o networking e permitir-se ser ajudado são algumas atitudes e decisões que auxiliam a superar os tempos adversos.

Mudando para uma perspectiva corporativa, afirmo que resiliência é a competência primordial para resistirmos e sobrevivermos ao ambiente volátil, incerto, complexo e ambíguo da gestão e das organizações; o conhecido mundo VUCA!

Diante dessas dificuldades, com o objetivo de enfrentar com segurança as situações adversas e os desafios diários das corporações, a resiliência é uma habilidade fundamental e, na direção de desenvolvê-la, é indispensável alavancar o coeficiente emocional (QE) pessoal e das equipes. Lembrando sempre que o coeficiente emocional (QE) está cada vez mais valorizado dentro das corporações.  

Caminhando para o final eu concluo afirmando que o QE é o novo QI, que momentos adversos são passageiros, que SOMOS MAIORES que nossos erros e tristezas e, como diz Paulo de Tarso, é importante nos esforçarmos para manter a fé, a esperança e o amor!

Paz e bem,
Lu Seluque

Siga meus canais! 👍
👉Luciana Seluque Page  https://www.facebook.com/controledossentimentosegestaodasemocoes/
👉Site https://www.lucianaseluque.com/
👉Radio da Lu https://radiodaluseluque.blogspot.com/
👉SoundCloud (Podcasts) https://lnkd.in/dcNvxtM
👉YouTube (Luciana Seluque) https://goo.gl/k1xSVy
👉Newsletter https://goo.gl/xFxH4F   
👉e-book gratuito | Comunicação https://lnkd.in/d_KF4Yq

#luseluque #comportamento #counseling #softskills #emotionalintelligence #personaldevelopment 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Amizade e Inteligência Emocional

Lu Seluque, Amizade e Inteligência Emocional, trabalho em equipe, relacionamento interpessoal

Victor Hugo, com imensa sabedoria, explana que todo o inferno está contido em uma única palavra: solidão!

Cícero comenta que dos amores humanos, o menos egoísta, o mais puro e desinteressado é o amor da amizade; ele complementa o pensamento dizendo que é na maturidade da idade e do espírito que encontramos a sua plena irradiação.

Já Amyr Klink, com muita determinação, afirma que quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.

Considerando que pessoas precisam de pessoas e que empresas são formadas por pessoas como podemos ressaltar a importância da amizade e dos relacionamentos interpessoais dentro das corporações? Como construir bons relacionamentos em nossa vida profissional?

Em um artigo de 20 de junho de 2018 a Portal Administradores comenta que o ser humano dispõe de vários tipos de personalidades, sentimentos, e emoções distintas e que cabe ao líder o papel importante de identificar as emoções de cada colaborador, e controlá-las de forma saudável e eficaz, para não gerar conflitos e problemas que atrapalhem o desempenho e o relacionamento da equipe.

De acordo com Daniel Goleman, através da Inteligência Emocional conseguimos identificar nossos próprios sentimentos e os dos outros e gerenciar as emoções dentro de nós e em nossos relacionamentos.

Ele explica e classifica a Inteligência Emocional através de cinco pilares ou competências socioemocionais que são: autoconhecimento, controle emocional, automotivação, empatia e habilidades sociais e, esta última competência, nada mais é do que a habilidade e facilidade que uma pessoa tem com seus relacionamentos interpessoais.

De forma prática, como podemos melhorar nossos relacionamentos interpessoais na vida profissional?

Entenda que a atitude positiva é essencial para construir bons relacionamentos!

Tendo dito isso, seja humilde, educado, paciente, gentil, cultive a empatia, o respeito, a confiança e a colaboração.

Tenha interesse genuíno pelos seus colegas de trabalho e aprenda a separar as questões profissionais das pessoais.

Lembre que a comunicação é uma via de mão dupla, então pratique a escuta ativa. Não se exalte, não eleve a voz, esforce-se para aceitar opiniões contrárias a sua e não oprima seus colegas através da sua influência.

Evite os confrontos diretos, lembrando que “quando um não quer, dois não brigam”!

Por fim, fique alerta, porque da mesma forma que as plantas, os relacionamentos interpessoais e as amizades precisam de cuidado diário. Vale a pena o esforço!!

Paz e bem,
Lu Seluque

Siga meus canais! 👍
👉Luciana Seluque Page  https://www.facebook.com/controledossentimentosegestaodasemocoes/
👉Site https://www.lucianaseluque.com/
👉Radio da Lu https://radiodaluseluque.blogspot.com/
👉SoundCloud (Podcasts) https://lnkd.in/dcNvxtM
👉YouTube (Luciana Seluque) https://goo.gl/k1xSVy
👉Newsletter https://goo.gl/xFxH4F   
👉e-book gratuito | Comunicação https://lnkd.in/d_KF4Yq

#luseluque #comportamento #counseling #softskills #emotionalintelligence  #personaldevelopment 

Sabe qual o caminho da alta performance?

Sabe qual o caminho da alta performance?
Autoconhecimento e gestão das emoções. Este é o caminho para o sucesso profissional!! Augusto Cury diz que sem a gestão das emoções ricos se tornam miseráveis, casais começam seus relacionamentos no céu do afeto e terminam no inferno dos atritos. Sem gestão da emoção profissionais sabotam a sua eficiência! Precisamos aprender a fazer a gestão das nossas emoções e a encontrar equilíbrio entre mente e coração!! Vamos juntos nesta caminhada??