Engajamento, um dos maiores desafios das organizações!



Luciana Seluque #luseluque comportamento soft skills inteligencia emocional Engajamento, um dos maiores desafios das organizações!
Olá!
Recentemente li um artigo na Harvard Business Review que falava sobre motivação e engajamento. O artigo afirmava que engajar pessoas é um dos maiores desafios das organizações e que manter o alto nível de engajamento tanto em um momento de crise econômica quanto em um mercado aquecido é um fator crítico para o sucesso dos negócios.

Antes de desenvolver meu entendimento sobre o assunto eu desejo salientar o significado de algumas palavras que considero fundamentais para a compreensão global do contexto.


Apatia: vem da palavra “pathos” que no grego arcaico significa paixão. (A)patia  significa o estado de não paixão, não frisson ou não envolvimento. Ficamos apáticos quando não temos ou perdemos interesse por algo.

Inspiração: latim inspiratĭo, influência exercida sobre a vontade de outra pessoa; conselho, sugestão.

Motivação: derivação de motivar + ação, ato ou efeito de motivar. É um impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos.

Comprometimento: derivação de comprometer + mento, ação de comprometer (-se). A palavra comprometimento tem origem no termo em latim compromissus, que indicava o ato de fazer uma promessa recíproca. Comprometimento é um sinônimo de compromisso e requer responsabilidade da parte de quem se compromete.

Engajamento: derivação, ação de engajar + mento. Ato de participar de modo voluntário para algum trabalho ou atividade. O termo engajar se originou a partir do francês engager, que significa “dar em garantia”, “empenhar” ou “dar como caução”. O verbo engajar pode ser utilizado no sentido de dedicação, ou seja, fazer algo com afinco e vontade.

A motivação é um elemento essencial para o desenvolvimento do ser humano. Maslow diz que o homem se motiva quando suas necessidades são supridas. McClelland, indica três necessidades que são essenciais para a motivação: poder, afiliação e realização.

No mundo corporativo motivação, comprometimento e engajamento são competências altamente valorizadas nos profissionais e a capacidade que a organização tem de motivar, comprometer e engajar os colaboradores é vista como uma vantagem competitiva!

O psicólogo Cezar Augusto de Campos diz que engajamento é o compromisso emocional que o profissional tem com a organização na qual trabalha, alinhado com seus objetivos pessoais.

Gustavo Oliveira, diretor da Gallup no Brasil, afirma que estar engajado é trabalhar com paixão ou ter algum tipo de ligação emocional com a companhia.

O executivo Torben Rick comenta que não é suficiente proporcionar aos colaboradores o ambiente de que precisam para desempenhar bem, mas manter de forma sustentável as pessoas motivadas e engajadas dentro do ambiente pressionado e acelerado que existe nas organizações atualmente; o nosso conhecido mundo VUCA que é volátil, incerto, complexo e ambíguo.

Luciana Seluque arrisca dizer que paixão e motivação caminham lado a lado e que comprometimento e engajamento são consequência dessa “paixão”! Continuo arriscando afirmar que um líder deve ser “nutritivo”, ou seja, deve inspirar, motivar e favorecer um ambiente sustentável de engajamento. Um líder deve ser capaz de criar um ambiente apaixonante!

Mario Sergio Cortella explana que não existe uma formula mágica ou um único modo de engajar pessoas, mas que existe um modo de não as comprometer que é não deixar claro a missão da organização, os objetivos do profissional e a capacidade de crescimento da pessoa dentro da corporação, ou seja, a forma de não comprometer e engajar as pessoas é simplesmente dar a elas apenas um emprego ou uma fonte de renda.

Em outras palavras, desenvolver um ambiente sustentável de engajamento é criar um “ambiente apaixonante” promovendo o bem-estar físico, emocional e social do colaborador. Esse ambiente pode ser alcançado através do respeito, do diálogo sincero, do feedback construtivo, do estabelecimento de objetivos e metas claras e do equilíbrio da vida pessoal e profissional.

A liderança deve ser inspiradora, deve fomentar a finalidade do trabalho, oferecer crescimento, oportunidades e reconhecer o esforço do profissional entendendo que as pessoas precisam de um propósito de vida. O conjunto destes elementos leva o profissional a sentir-se realizado, feliz e, consequentemente, apaixonado!

Mas será que a responsabilidade do engajamento é só da liderança e da organização? Esse prisma eu deixarei para o meu próximo texto.

Paz e bem,
Lu Seluque

Siga meus canais! 👍
👉Luciana Seluque Page  https://www.facebook.com/controledossentimentosegestaodasemocoes/
👉Blog https://www.lucianaseluque.com/
👉Radio da Lu https://radiodaluseluque.blogspot.com/
👉SoundCloud (Podcasts) https://lnkd.in/dcNvxtM
👉YouTube (Luciana Seluque) https://goo.gl/k1xSVy
👉Newsletter https://goo.gl/xFxH4F   
👉e-book gratuito | Comunicação https://lnkd.in/d_KF4Yq

#luseluque #comportamento #counseling #softskills #emotionalintelligence  #personaldevelopment 




Sabe qual o caminho da alta performance?

Sabe qual o caminho da alta performance?
Autoconhecimento e gestão das emoções. Este é o caminho para o sucesso profissional!! Augusto Cury diz que sem a gestão das emoções ricos se tornam miseráveis, casais começam seus relacionamentos no céu do afeto e terminam no inferno dos atritos. Sem gestão da emoção profissionais sabotam a sua eficiência! Precisamos aprender a fazer a gestão das nossas emoções e a encontrar equilíbrio entre mente e coração!! Vamos juntos nesta caminhada??